Blog

Exercícios abdominais e gordura localizada

Exercícios abdominais e gordura localizada

Exercícios abdominais e gordura localizada

No tocante a gordura, vamos distinguir 02 tipos de gordura presentes na região abdominal, pois o exercício parece diferir em seus efeitos:

A gordura subcutânea, aquela do “pneuzinho”, que você pega ao fazer uma pinça com os dedos. Esta gordura é mais sensível ao balanço calórico diário, ou seja, pouco efeito tem o exercício realizado pelos músculos abdominais.

Exercícios abdominais, assim como os demais exercícios isolados, devem ser aplicados para objetivos de aumento da força, resistência, hipertrofia e melhora da postura. As questões estéticas e funcionais devem priorizar o alcance destes objetivos, afinal, são eles que garantirão melhor rendimento físico nos treinos e nas atividades diárias. Esse aumento do trabalho físico gera aumentos no gasto calórico total do seu dia.

Em relação ao segundo tipo de gordura presente na região abdominal, a gordura visceral. Ao comparar os efeitos entre exercícios de alta e baixa intensidade sobre a gordura visceral, os exercícios de alta intensidade parecem mais efetivos na redução dessa gordura.

É bem provável que isso se deva à maior quantidade de receptores beta-adrenérgicos no tecido adiposo visceral, o que faz com que os adipócitos dessa região sejam mobilizados mais facilmente no exercício de alta intensidade, por causa dos maiores níveis circulantes de catecolaminas.

Logo, priorizar exercícios de alta intensidade que envolva grandes grupos musculares é uma estratégia interessante para reduzir a gordura abdominal, somado aos exercícios localizados.

Vale lembrar, a associação do treinamento físico com dieta alimentar equilibrada se apresenta como a maneira mais eficiente e sadia para promover a perda de gordura.

TOP